em empreendedorismo, Português, startups

De esgotado a empolgado. O que deu certo aceitando um desafio em 2015

“Não será fácil. Mas você já fez coisas difíceis antes.” *

Depois de 10 semanas no vale do silício conversando com investidores, programadores e empreendedores de tecnologia, percebi que o produto que tinha me dedicado por mais de um ano não fazia mais sentido pra mim.

eeeee. nope!

 

Comecei 2015 exausto. Depois de vários anos empreendendo estava me perguntando se era hora de prestar um concurso público ou trabalhar “na minha”.

Pensei em desistir de empreender, pensei em como é difícil tirar algo do papel e sabia que se quisesse empreender teria que passar por várias etapas pelas quais já tinha passado algumas vezes nos últimos anos. Mas as vezes não adianta querer fugir, e o que foi uma simples conversa informal que tive com o Dr Antônio Maia no EC14 acabou se transformando num convite para ser sócio de uma empresa com ideias bastante ambiciosas para transformar a área jurídica no Brasil. As ideias eram excitantes e boas demais para serem preteridas e resolvi então abraçar mais um desafio como CTO de uma empresa de Legal Tech.

Studying law. making a responsible choice for my future

Quem já foi CTO no início de uma startup sabe como é difícil você dar os primeiros passos. Estudar as necessidades de um mercado que não é o seu, planejar as estruturas, começar a escrever o código e o principal e mais difícil: Montar um time de excelência.

Não tem todo mundo, mas tem bastante gente

Não tem todo mundo, mas tem bastante gente

Existe um provérbio grego que diz que O início é metade de qualquer ação. Acho essa metáfora linda, pois não é pra tanto, mas mesmo assim começamos do zero na última semana de fevereiro/15 com uma única posição dentro de um escritório de advocacia e estamos terminando o ano com um conjunto inteiro na Av. Paulista, um time lindo de desenvolvimento, um stande e  apresentação na maior feira da nossa área, com um produto lançado, o LegalNote, crescendo rapidamente com mais de mil usuários cadastrados e milhares de processos e com o nosso outro produto o Diligeiro correndo na fase final de desenvolvimento.

Trabalhamos até a véspera da véspera de ano novo, empolgados por todas essas conquistas que não foram fáceis e eu tenho a certeza de que daqui pra frente tudo continuará sendo difícil, mas nós podemos olhar pra trás e ver que já fizemos coisas difíceis antes.

Muito obrigado à todos! Um excelente 2016!

Um obrigado especial a todos que trabalham duro comigo:

Chuckeeey
Daniel , o mago das regex
Derek Oedenkoven
Dr Antonio Maia
Dr Fabio Abrahao
Gui AMS
Marcus Beckenkamp
Vitão Jar Jar
Gustavo UX
Rafael, o lendário!
Muller #Zueiro
* Li essa frase em algum lugar essa semana e achei fantástica.

Escreva um comentário

Comentário

Webmentions

  • O que aprendi gerenciando 3 produtos em 2016 - Fernando Alves dezembro 31, 2015

    […] exatamente um ano eu fiz um balanço sobre como foi o meu 2015 e como saí de uma fase de total esgotamento para a empolgação com uma empresa que estava […]