em Uncategorized

Eu disse que um júnior não poderia ser Tech Lead…

Eu disse que um júnior não poderia ser Tech Lead e eu estava errado em responder isso.

Muita gente me pergunta se precisa ser sênior pra ser Tech Lead e eu sempre digo que isso depende muito do contexto.

Que em determinados momentos, gente no nível pleno pode assumir essa posição e executar uma linda liderança

Eu já coloquei plenos como Tech Leads diversas vezes.

Deu certo em 90% das vezes.

Conheci nos últimos anos alguns juniores que tinham porte de Tech Lead.

Nem toda tarefa necessita de um sênior e nem todo Tech Lead precisa ser o mais sênior do time.

Lógico que para sair da frase acima e defender que um júnior seja um líder é um salto lógico gigantesco.

Então vou dar uns passos atrás.

É muito bom ter um líder que sabe que tem menos conhecimento que seus liderados.

Que respeita o conhecimento de cada um,

que dá o contexto e faz perguntas pra entender qual caminho a seguir.

Não ser o mais sênior do time traz a humildade que alguns líderes não tem (e precisam).

Pô, mas daí pra falar que um Tech Lead pode ser júnior não é um exagero?

É um exagero, sim, mas vou contar uma história pra vocês:

Pouco tempo atrás, montei um time com 1 especialista, 2 plenos e um júnior. O especialista era um Tech Lead de longa data, inquestionável.

Dos plenos, um tinha a vontade de ser líder, mas a cabeça dura de um adolescente tardio. O outro pleno simplesmente não tinha a menor vontade. O júnior tinha.

Esse júnior puxava reuniões com outros times quando necessário. Se arriscava em coisas que não sabia fazer, incentivava compartilhamento de conhecimento no time com pair programmings e  mob programmings e quando o especialista não estava era a pessoa que eu mais confiava.

O motivo pra um Júnior aprender sobre liderança é que ele pode logo de cara descobrir as ferramentas que ele precisa pra se desenvolver.

Ele sabe o que é esperado de um líder e pode usar isso a seu favor.

E ele se desenvolve muito mais rápido tendo uma postura ativa, de líder, do que uma postura passiva.

“Ownership é a liderança do júnior” – já contei essa história pra vocês.

Óbvio que esse júnior foi rapidamente promovido pra pleno. Logo em seguida, quando apareceu a oportunidade pra ser Tech Lead de outro time, ofereci a ele.

Uma oportunidade extremamente complexa, arriscada e que poderia dar errado.

Ele agarrou isso com força. E eu pude vê-lo superar as expectativas várias vezes.

Conheci nos últimos anos alguns juniores que tinham porte de Tech Lead.

E quando faço um exame de onde cada um desses caras está na carreira, me dá mais certeza ainda que liderança também é pra júnior.

O que atrapalha vestir o chapéu de líder quando se está muito no começo da carreira é que seu tempo pra se desenvolver tecnicamente diminui.

A construção da liderança não é instantânea. Ela é um processo e um júnior, mesmo não assumindo o papel de Tech Lead, deveria assumir uma postura de liderança pra ser visto como líder nos próximos anos.

Liderança é a grande chave pra você se desenvolver mais rápido.

Aumentar sua visibilidade.

Te faz ser percebido como alguém em que se pode confiar.

Um júnior poderia ser um Tech Lead ?

O júnior que quiser se tornar Tech Lead um dia deve se portar como um.

Não é o melhor momento pra assumir o chapéu de TL, mas pra se comportar como um líder, pode apostar que é o melhor momento da sua carreira.

E se quiser começar a apostarr agora mesmo, considere fazer o First Lead.

[Garanta sua vaga no curso “First Lead” com desconto especial]

Não perca esta oportunidade única de acelerar seu crescimento como líder técnico.

Espero vê-lo em breve no “First Lead”.

Atenciosamente,

Fernando Freitas Alves

PS: Se inscreva na minha lista de emails:

Subscribe

* indicates required

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.